Posts Tagged aplicações

Review: DarkRoom

Continuando com a temática das reviews, desta vez venho dar-vos a conhecer a aplicação que estou a usar para escrever este texto. Chama-se DarkRoom e é uma simples aplicação de produtividade para autores.

O que é?

DarkRoom não é nada mais, nada menos, do que um editor de texto cuja principal função é esconder todo o background do computador, ou seja, criar um “quarto escuro”, sem distracções vindas do desktop, o que permite escrever sem ter a tentação de ir à web ou falar com aquela pessoa que acabou de entrar no messenger.

A aplicação é, como podem verificar no site oficial, um clone de uma aplicação exclusiva para o OS X (tiger) chamada White Room, criada devido à inexistência de alternativas para o Windows por Jeffrey Fuller.

Basicamente, é uma aplicação bem simples, não muito mais útil do que o bloco de notas do Windows, mas o simples facto de permitir escrever apenas com as palavras à frente é genial. Tal como já disse na review do FocusBooster, eu adoro aplicações simples. KISS.

DarkRoom permite algumas configurações básicas, tal como cores do ambiente e texto e o tamanho e tipo de letra. Também dá estatísticas sobre o trabalho corrente tais como número de palavras, caracteres e linhas.

Esta aplicação aplica-se mais a quem gosta de escrever maioritariamente ficção, ou algo do género que não precise de suporte de pesquisas ou formatação, logo exclui trabalhos escolares (por exemplo) ou profissionais a menos que tenham pachorra para depois passar tudo para um editor estilo Word para formatar como deve de ser.

Mesmo assim, tenho utilizado esta aplicação para escrever a grande maioria dos meus blog-posts e já não quero outra coisa. É muito bom não ser tentada a procrastinar com formatações ou outros programas visíveis, simplesmente abro a aplicação, new document, fullscreen e é só escrever. Como não tem spellchecking, nem me preocupo com isso, é só deixar as palavras fluir. Não há muito mais a dizer sobre esta aplicação, pois é muito simples mas, para mim, poderosa.

Podem fazer o download gratuito do DarkRoom aqui: DarkRoom

Anúncios

,

Deixe um comentário

Review: FocusBooster

Aqui há dias apareceu num dos meus feeds um artigo que demonstrava várias aplicações concebidas para aumentar a produtividade e eu, como muito interessada que sou nestas coisas (Vê-se, né?), decidi experimentar duas delas. As aplicações escolhidas foram DarkRoom e FocusBooster.

Hoje vou dar a minha opinião do FocusBooster e para uma próxima, a minha opinião do DarkRoom. Ambas são aplicações muito simplistas que me encantam pela simplicidade. Eu adoro aplicações que não tentam ser mais do que elas próprias, que sendo simples permitem realizar a tarefa a que estão destinadas com facilidade e naturalidade.

Mas antes de começar a falar do FocusBooster, tenho que apresentar o seu propósito. Esta aplicação foi desenhada para ajudar os utilizadores a cronometrar as suas sessões de trabalho utilizando o método de concentração e time managing “Pomodoro” (que alguns de vocês se aperceberam, significa tomate em Francês. Isto porque o senhor que inventou o método, Francesco Cirillo, utilizava um temporizador de cozinha em forma de tomate. Incidentalmente isto deu azo à frase que eu adoro presentemente, “Respect the tomato!”).

Este método consiste em escolher uma tarefa e dividir a concentração nesta em blocos de, por exemplo, 25 minutos. A cada 25 minutos, um intervalo de tempo a que se chama Pomodoro, a pessoa faz uma pausa de 5 minutos. Após 4 Pomodoros, tem direito a uma pausa mais longa, say, 30 minutos.

Não é um sistema perfeito, mas decidi experimentar, e descobrir esta aplicação foi perfeito para começar.

Primeiro, as coisas boas. Esta é uma aplicação simples, que não consome muitos recursos. É um simples temporizador com poucas opções, mas que mesmo assim é bastante funcional e mais prático do que estar constantemente a programar um temporizador. Permite também redimensionar a janela do temporizador e mantê-la acima das outras janelas.

As opções são bastante básicas.

Focus Booster Options

No entanto, a aplicação ainda tem alguns problemas. Por exemplo, podemos pausar uma sessão mas não continuá-la pois a aplicação dá-a como uma sessão finalizada e começa uma nova sessão. Embora isto me parecesse um lado negativo, talvez seja de propósito, uma vez que que segundo as “regras” do método Pomodoro, uma sessão não pode ser pausada a meio. De qualquer forma, seria bom ter uma opção para os que não querem seguir as regras à risca.

Outra funcionalidade que falta à aplicação é o suporte da pausa longa, ou seja, de X em X sessões ter o temporizador a contar a pausa longa, em vez de repetir a pausa curta.

Encontrei também o que me parece ser um bug, de vez em quando, quando se inicia a aplicação, esta parece esquecer onde a colocámos na última utilização e faz reset para o topo esquerdo do ecrã.

Mesmo assim, o FocusBooster é uma aplicação simples e prática que recomendo a todos os que queiram experimentar o método Pomodoro.

, , ,

Deixe um comentário